Busca por Marca

Busca por Preço

Busque por desconto

Busca por Tipo

Outras categorias

Veículos em estoque

vs
Nissan X-Trail Nissan X-Trail

Nissan X-Trail Recursos:

  • Passageiros: 5
  • 4WD
  • Consumo: 31.7
  • Sistema antibloqueio dos travões
  • Vidros elétricos
  • Airbag
Toyota RAV4 Toyota RAV4

Toyota RAV4 Recursos:

  • Passageiros: 5
  • 4WD
  • Consumo: 31 / 25
  • Sistema antibloqueio dos travões
  • Vidros elétricos
  • Airbag

Histórico

Quando colocados um contra o outro em comparações de vários carros, os veículos utilitários desportivos (SUV) vão de preços baratos a exorbitantes, de posudos a plenamente capazes. Posicionados bem no meio dessas comparações estão os dois veículos que abordamos hoje, o Toyota RAV4 e o N Nissan X-Trail. Ao contrário de alguns outros veículos com os quais eles são normalmente comparados, o RAV4 e o X-Trail oferecem o melhor valor e o melhor equilíbrio quando são considerados todos os factores.

Estes SUVs oferecem espaço suficiente para quatro ou cinco passageiros, algumas vezes até mais, além de espaço para carga.

Ambos os veículos começaram como SUVs compactos, mas desde então cresceram para SUVs de tamanho médio, como parecem fazer através de suas gerações. Em geral, as SUVs, até mesmo os SUVs compactos e de tamanho médio, são projectados para oferecer a versatilidade dos seus primos maiores, os SUVs de tamanho normal, mas num pacote mais económico. Particularmente para as famílias activas de hoje, essas SUVs oferecem espaço para quatro ou cinco passageiros, algumas vezes até mais, além de espaço para carga. Most are equipped with all-wheel drive (AWD) or four-wheel drive, though some are only equipped with front-wheel drive (FWD), which significantly reduces their off-road and, possibly, all-weathercapabilities. A combinação provou ter bastante sucesso, e é actualmente o segmento que mais cresce no mundo, atraindo a competição até dos fabricantes de automóveis de luxo.

O Nissan X-Trail não tem uma história tão longa quanto o Toyota RAV4, que se inicia lá pelo ano 2000. O RAV4, por outro lado, praticamente inventou o segmento em 1994, o que deixou os demais fabricantes de automóveis na poeira, embora não por muito tempo. Ambos os veículos estão agora na sua terceira ou quarta geração, respectivamente, o que significa que eles cresceram e eles são SUVs bem competentes por si mesmos. A longa história da Toyota deui ao RAV4 uma vantagem sobre o X-Trail ou a entrada tardia do X-Trail no jogo deu aos engenheiros da Nissan mais tempo para pensar sobre o pacote? Para fins desta comparação, vamos ficar com a primeira geração de X-Trail e segunda geração de RAV4, modelo ano 2002, em particular. Como esses dois populares SUVs compactos se comparam?

Os dois crossover SUVs, tanto o Nissan X-Trail 2002 quanto
o Toyota RAV4, têm sido consistentemente bem classificados, tanto por analistas quanto por compradores.

Descrição geral

Ambos os crossover SUVs, tanto o Nissan X-Trail 2002 quanto o Toyota RAV4 2002, têm sido consistentemente bem classificados, tanto por analistas quanto por compradores. Ambos têm bom desempenho naquilo que conta, e em vários aspectos. Se precisa de espaço para quatro passageiros, talvez um quinto, bem como espaço para bagagem, ambas as opções os têm. Se precisa rebocar algo maior, como um pequeno barco ou um pequeno reboque de acampamento, tanto o X-Trail quanto o RAV4 podem ser equipados para lidar com isso. No interior, tanto o X-Trail como o RAV4 utilizam plásticos um tanto quanto de baixo nível, saindo-se praticamente iguais neste quesito, porém os assentos do RAV4 parecem ser mais confortáveis, embora não tão espaçoso quanto o X-Trail, que tem mais espaço interior. Por outro lado, esses dois crossover SUVs oferecem algumas diferenças que valem a pena apontar.

Com relação ao design exterior, o RAV4 é tipicamente visto como ligeiramente mais moderno, apresentando mais curvas e instalado sobre um chassis de automóvel, ao passo que o X-Trail é visto como antigo, o que realmente não é motivo suficiente para rejeitar o X-Trail, considerando a quantidade de espaço interno. O tamanho exterior diferencia esses dois crossovers, sendo queo RAV4 fica muito mais à vontade num ambiente urbano ou suburbano, enquanto o tamanho do X-Trail se presta a actividades extra urbanas." Sob o capô, nenhum destes veículos é particularmente classificado para desempenho off-road verdadeiro, embora o sistema 4WD adaptável do X-Trail pareça mais robusto que o do RAV4, mas um pouco disso pode também ser atribuído ao motor, visto que o X-Trail conta com maior saída de potência do que o RAV4.

A principal diferença entre o X-Trail e o RAV4 parece se resumir na potência do motor e valor percebido, sendo que o RAV4 pode tipicamente ser encontrado a preços mais elevados que o X-Trail, embora eles pareçam oferecer basicamente o mesmo pacote. Com relação às opções de conjunto propulsor, o X-Trail é um claro vencedor, no que diz respeito à saída de potência, enquanto o motor menor do RAV4 garante melhor economia de combustível. Finalmente, enquanto a Nissan não desleixa no tocante à durabilidade e fiabilidade, a Toyota certamente tem uma clara história de operação fiável por toda a sua linha de produtos, o que pode explicar por que os seus veículos tendem a manter mais o seu valor no mercado de carros usados. Ao decidir entre esses dois competentes e populares crossovers, é bom considerar que eles são ambos bons veículos e, com a manutenção adequada, ambos podem proporcionar anos de serviço fidedigno. Além disso, se chegar a hora dos reparos, ambos são populares o suficiente para que as peças de reposição sejam facilmente encontradas. A BE FORWARD tem uma quantidade de Toyota RAV4 e Nissan X-Trail em estoque agora mesmo, prontos para enviar. Por que não dar uma olhada por si mesmo nas nossas listas de estoque, para sua família e até para o seu pequeno negócio?

Interior

Nissan X-Trail Nissan X-Trail Nissan X-Trail Nissan X-Trail

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Banco do Condutor, Bagageira, Bancos Dianteiros, Bancos Traseiros

X-Trail

Por causa da sua posição elevada e grande distância entre eixos, o Nissan X-Trail oferece um espaço interior impressionante, bem como uma vista melhor. Aqueles que apreciam bastante espaço encontrarão seu refúgio na Nissan X-Trail, que conta com assentos para cinco adultos, ainda que sejam adultos menores na traseira. Pelo mesmo motivo, a posição central da posição de assento do passageiro não está equipada com um cinto de segurança de três pontos. Além disso, parece que foi dada prioridade para espaço de carga, em vez de espaço para passageiros, pois adultos com pernas longas podem considerar que os assentos traseiros são meio estreitos. Ao mesmo tempo, o espaço traseiro para carga, mesmo com os assentos traseiros levantados, é bem impressionante para esta classe de veículos.

Embora o interior seja certamente espaçoso, os proprietários do Nissan X-Traiil não o o consideram particularmente confortável e, certamente não é tão cómodo quanto as demais ofertas no segmento. Os motoristas podem considerar o painel de instrumentos peculiar, com medidores deslocados para o centro do painel, e um porta-luvas extra na frente do volante, com o qual o proprietário pode levar algum tempo para se acostumar. O sistema de transmissão e outros controles são de fácil acesso no centro do console. Não temos muita certeza de por quê, talvez por causa da localização do segundo porta-luvas, as saídas de ar do ar condicionado são montadas numa posição abaixo do volante, o que dificulta mais do que o necessário para refrescar o seu rosto.
O interior do Nissan X-Trail é tipificado por plásticos resistentes, excepcionalmente duráveis, mas não particularmente agradáveis ao tacto. Os clientes que desejam arrumar a bagagem na área de carga traseira devem considerar a hipótese de fazê-lo com uma rede de carga, pois os objectos tendem a escorregar.

O Nissan X-Trail, além do esqueleto sólido e corpo alto, inclui a maioria dos recursos de segurança, tais como airbags frontais duplos e sistema de frenagem anti-bloqueio, bem como uma distribuição electrónica da força dos freios. Além disso, o controle electrónico de estabilidade não estava disponível na primeira geração de Nissan X-Trail, a qual muitos podem estar a procurar no vagabundo da família.

Toyota RAV4 Toyota RAV4 Toyota RAV4 Toyota RAV4

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Banco do Condutor, Bagageira, Bancos Dianteiros, Bancos Traseiros

RAV 4

Entre os crossover SUVs, o interior do RAV4 é um dos menores disponíveis. Embora ele tenha assentos para cinco pessoas, há mesmo espaço somente para quatro, sendo que os passageiros dos bancos traseiros muito provavelmente vão descobrir que falta espaço para as pernas, especialmente se os passageiros da frente também tiverem pernas compridas. Ainda assim, quatro adultos de pernas de comprimento médio considerarão o Toyota RAV4 excepcionalmente confortável, particularmente nos bancos da frente. Vendo como o RAV4 é baseado num chassis como de automóvel, não deveria ser surpresa o fato de que o interior pareça mais como um automóvel, sendo que vem com vários recursos semelhantes aos de automóveis, tais como o vidros eléctricos, entrada sem chaves e trava eléctrica.

Além do espaço confortável para passageiros, o RAV4 engenhosamente inclui bastante espaço para armazenamento, além do área de carga em si, incluindo porta-copos, bolsos no painel das portas, ganchos de fixação, e ganchos para sacolas de compras. Claramente,o RAV4 foi projectado para seu papel como meio de transporte da família. Além disso, pode-se dobrar e deitar os assentos traseiros, praticamente dobrando o espaço para carga, ou removê-los completamente, revelando um piso plano para carga, um recurso notavelmente versátil deste pequeno crossover.

Os controles do veículo, tais como a alavanca de mudança de marcha, o sistema de áudio e o controle climático são fáceis de entender e ergonomicamente distribuídos. O volante conta com ajuste de inclinação e os assentos contam com ajustes básicos, sendo que o assento do motorista inclui ajuste adicional de altura. O sistema de som de quatro alto-falantes, que inclui um CD player, é bem equilibrado, embora a potência total certamente não permitiria classificar este como um carro show. Na maior parte, o motorista e os passageiros apreciam um passeio tranquilo, mesmo a velocidades de auto-estrada, embora alguns possam se queixar de que o motor torna-se um pouco barulhento ao tentar fazer entrar em estradas de fluxo rápido.

Outras regalias do interior são os espelhos para maquilhagem do motorista e do passageiro, lâmpadas de leitura individuais e bolsos na traseira dos assentos frontais. O painel também conta com um conveniente relógio digital.


Exterior

Nissan X-Trail Nissan X-Trail Nissan X-Trail Nissan X-Trail

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Perfil do Lado do Condutor, Ângulo Traseiro, Vista Traseira, Vista Frontal

X-Trail

Olhando o Nissan X-Trail, imediatamente percebe-se que é mais caixudo que a maioria dos crossovers no mercado. Dependendo da era, outros carros eram caixudos, mas em 2002, ele parece quase fora do lugar. Pode não ser o mais atraente, mas justifica um olhar mais atento. Se isso significa alguma coisa, pode ser por isso que o X-Trail é tão polarizante. Algumas pessoas vêem isso como um retrocesso aos designs dos tempos antigos, enquanto outros vêem isso como uma versão reduzida de uma SUV normal, com todo o estilo de um off-roader competente, mas sem os altos custos de abastecimento tipicamente associado com esses monstros. Por outro lado, há SUVs de muito sucesso por aí que não mudaram sua aparência por décadas.

Tendo dito isso, o X-Trail não é um carro económico, o que algumas pessoas esperam que seja, ainda que sem razão, considerando que é, de fato, um crossover SUV, e um grande e pesado. O corpo mais alto, basicamente subido de um chassis de Nissan Primera, dá uma postura mais alta ao X-Trail e, talvez, uma presença mais intimidadora, que algumas pessoas realmente apreciam. Claro que, a postura mais alta também ajuda com a folga e carregamento de carga, visto que não é necessário erguer nada através de uma porta de porta-mala restritiva, diferente do que acontece com a porta traseira do X-Trail. Quem precisar de mais espaço para carga apreciará o rack de teto opcional e leve capacidade de reboque, de até 1.500 libras (680 kg), adequadamente equipada, é claro.

Opte pelo Nissan premium X-Trail Ti, sendo que o acabamento inclui um upgrade para jantes de liga leve, ainda equipado com os pneumáticos para todas as estações da série 65. Aqueles que optarem por um tecto solar eléctrico, encontrá-lo-ão em tamanho grande, dando aos passageiros de trás uma vista ainda mais bonita do céu.

Toyota RAV4 Toyota RAV4 Toyota RAV4 Toyota RAV4

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Perfil do Lado do Condutor, Ângulo Traseiro, Vista Traseira, Vista Frontal

RAV 4

Atrás, o Toyota RAV4 não seguiu a multidão com as sugestões de designs caixudos, como o dos SUVs. Realmente, ele não foi projectado para andar fora da estrada e não tem nenhuma pretensão com o seu perfil e comportamento. Embora originalmente disponível tanto em versões de três portas como em versões de cinco portas, 2002 praticamente acabou com todos os modelos de três portas, e o RAV4 tirou vantagem disso, para melhor espaço para passageiros e cargas, melhor qualidade de passeio, e conforto excepcional. Pode-se dizer que a Toyota estava jogando com a carta do “bonitinho” quando eles contrataram os designers e engenheiros do RAV4. Ele tem as proporções de um 4WD competente, tal como as altas janelas e rodas robustas, mas uma curva decididamente amigável aplicada a todas as superfícies. Não sobrou quase nenhuma “aresta”, resultando num conceito bem menos agressivo de veículos AWD.

A porta traseira, à qual está também montado o estepe, é articulada à direita, em vez de ser acima ou à esquerda, o que causa alguns problemas para alguns motoristas. As pessoas que dirigem pelo lado direito da estrada, e, portanto, estacionariam paralelo ao passeio do lado direito da estrada, poderão descobrir que o a articulação à direita é inconveniente, caso precisem carregar alguma coisa a partir do meio-fio. Por outro lado, isto se torna bem conveniente para os motoristas que dirigem e estacionam à esquerda. A solução perfeita, para um RAV4 mundial, teria sido colocar a articulação na parte de cima, embora não tenha sido até 2013 que a Toyota finalmente adicionou esta melhoria à porta traseira.

Equipado com jantas de aços de 16″ e pneumáticos para todas as estações da série 70, bem como novos pára-lamas negros, pequenas saliências frontais e traseiras, e faróis de neblina, o Toyota RAV4 2002 pode fazer uma boa diferença em como ele lida com condições off-road. Ainda assim, o RAV4 é principalmente um vagabundo urbano, com sua posição mais ampla pela estabilidade.

Em comparação com outros SUVs, o RAV4 é bem pequeno, mas usa seu tamanho em proveito próprio, tornando-o muito mais manobrável que os SUVs de tamanho normal. Equipada com um engate, a RAV4 Toyota 2002 pode rebocar até 1.500 libras (680 kg), perfeita para aquelas saídas de fim de semana que requerem equipamentos e acessórios extras.


Experiência de Condução

X-Trail

Por causa do seu tamanho e opções de motor, o Nissan X-Trail não é tanto um vagabundo urbano, mas é óptimo na estrada aberta e em terreno acidentado. Os motoristas têm uma óptima vista, porque este é um modelo bem alto, uma das maiores estufas do seguimento, que também o encaixa tão perfeitamente no segmento do “dirija com cuidado”. Em outras palavras, o X-Trail não é um carro desportivo, e jamais fará curvas como um carro desportivo. Por outro lado, nenhum carro desportivo conta com este tipo de espaço interior e versatilidade.

Debaixo do capô, o Nissan X-Trail conta com um vários motores de quatro cilindros que proporcionam uma potência surpreendente. Mesmo o menor motor 2.0 a gasolina ℓ proporciona 140 hp. Um Nissan X-Trail GT de edição especial foi produzido em meados de 2002, que foi movido por uma versão turbinada do motor 2.0 ℓ de quatro cilindros, gerando impressionantes 280 hp. Os motores foram acoplados a uma transmissão automática de quatro marchas ou uma transmissão manual de cinco marcas, sendo que tanto a sistemas de transmissão com tracção em duas rodas (2WD) ou nas quatro rodas (4WD), fazendo do X-Trail um veículo competente para “todo tipo de estrada”.

Em passeio normal, o X-Trail anda como um veículo de tracção dianteira (FWD), e anda tipicamente com maior economia do que uma SUV semelhante que tenha tracção traseira (RWD), embora o seu corpo menos aerodinâmico não permite muita margem nesse quesito. No caso de condições de tracção na estrada, tais como neve ou cascalho, alternar para o modo tracção em todas as rodas (AWD), girando o botão do centro do console da posição “2WD” para “AUTO” ajuda apenas um pouco, porque o sistema não engata as rodas traseiras até que seja detectada a perda da tracção na frente, o que limita sua eficácia. Pode-se engatar o sistema “LOCK”, efectivamente alternando para modo 4WD e, novamente, bastando torcer um botão, mas não se sugere fazer isso, visto que desvia mais da metade do torque para o eixo frontal. Não há problema quanto assim em condições off-road, sendo que é bem eficaz ao proporcionar tracção máxima, até 18 mph (29 km/h), mas dirigir na estrada em modo LOCK por qualquer período de tempo rapidamente levaria ao emperramento do sistema de transmissão e possível avaria.

A maioria dos motoristas consideram a direcção e suspensão bem afinadas para a tarefa, sem serem precisas demais, nem indulgentes demais. Enquanto a maioria das pessoas prefere a transmissão manual pela economia de combustível e controle fora da estrada, a transmissão automática é surpreendentemente competente em manter-se firme mesmo fora da estrada.

RAV 4

Quando se trata de dirigir mesmo o Toyota RAV4, imediatamente se nota que ele foi feito para ser um compacto veículo urbano, nunca particularmente destinado para trilhas fora da estrada. Tendo dito isso, o RAV4 é um sonho absoluto para andar pela cidade e até para passear pela esrada. Ele tem apenas a vitalidade suficiente para manter as coisas interessantes, mas não suficiente para tornar a entrada em estradas de alta velocidade particularmente fácil, graças à sua variedade de motores pequenos, variando de 1.8 ℓ a 2.0 ℓ.

A combinação de apenas 127 hp a 148 hp com uma cabine totalmente carregada foi causa de queixas para algumas pessoas. Para muitos, a falta de uma opção V8 forçou-os a procurar por pastagens mais verdejantes em outros lugares. Tente forçá-lo a seus limites e será saudado por um conjunto propulsor bem barulhento. Para resultados marginalmente melhores no quociente divertido de dirigir, procure a opção de câmbio manual de cinco marchas. Ainda, as opções de 1.8 ℓ e 2.0 ℓ, mesmo com a transmissão automática de quatro marchas, oferece excepcional economia de combustível, rivalizando sedans na sua característica de consumo de combustível.

Por outro lado, o RAV4 jamais foi pensado como um carro de corrida, e é bem confortável e fácil de manusear, com sua suspensão e manejo semelhantes às do automóvel, que não dá a sensação de que está a dirigir uma camioneta. Uma vez que tenha pego velocidade, o passeio pela estrada é confortável e razoavelmente tranquilo, mas o RAV4 fica realmente à vontade como um carro para andar na cidade e nos subúrbios, que é, afinal, onde maioria das famílias passam o seu tempo. Isso não significa que não pode levar o RAV4 para fora da estrada, mas ele não foi feito para esse tipo de abuso. No entanto, se está preocupado em dirigir em tempo ruim, não há nada melhor do que confiar no sistema AWD de tempo integral do RAV4 e um conjunto de pneumáticos para todas as estações. Caso precise de uma tracção extra, a trava diferencial central, engatada através de um botão, fez um bom trabalho ao garantir que as coisas não fujam do controle, embora isso não possa converter o RAV4 num veículo realmente competente para condições off-road.

Uma forma na qual o RAV4 particularmente brilha, no seu papel como vagabundo urbano, é o seu tamanho. Fazer uma curva de três pontos, fazer uma manobra rápida de estacionamento paralelo, ou se enfiar no trânsito da hora do rush é simplesmente mais fácil no RAV4, que é menor. Claro que quanto mais se dirige um Toyota RAV4, mais se aprecia o seu lugar no longo legado Toyota, particularmente como um veículo fiável. De fato, a maioria das pessoas classifica a Toyota, incluindo o RAV4, como um dos automóveis mais fiáveis do mundo. Como uma vagabundo da família, alguém poderia pedir mais?


Conclusão

O Nissan X-Trail proporciona uma opção para dirigir entre 2 WD e 4 WD. Este é um bom augúrio para os motoristas que gostam de utilizar o veículo para actividades fora da estrada durante o fim de semana, ao mesmo tempo que utilizam o veículo para uso diário. O Toyota RAV4 é considerado um tracção nas quatro rodas comparado com X-Trail , mas o Toyota RAV4 é largamente popular para o motorista urbano casual, para transportar sua pequena família para lá e para cá. Além disso, para os mais aventureiros, ambos o s carros podem ser adaptados com rack de teto para bicicletas ou um engate para acomodar os ciclistas. Se você precisa de um compartimento traseiro espaçoso para transportar vários itens, o Nissan X-Trail tem um compartimento maior em comparação com o Toyota RAV4. O Toyota RAV4 tem um interior mais refinado, enquanto o Nissan X-trail utiliza materiais esteticamente atraentes. Finalmente, a fiabilidade com automóveis japoneses é uma fama mundial e ambos os veículos gozam de uma reputação favorável e são económicos no que diz respeito ao consumo de combustível.