Busca por Marca

Busca por Preço

Busque por desconto

Busca por Tipo

Outras categorias

Veículos em estoque

vs
Toyota Passo Toyota Passo

Toyota Passo Recursos:

Nissan March Nissan March

Nissan March Recursos:

Histórico

Se você vive numa grande área urbana e necessita de um carro, há várias coisas que deve ter em consideração. Primeiramente, os compradores deverão considerar o custo total de possuir um carro. Estes custos incluem o preço de compra do carro, estimativas de seguro, impostos, estacionamento, combustível e manutenção. Todas estas considerações levam a que o económico citadino se torne na classe de carros supermini. Muitos dos carros pertencentes a este grupo oferecem uma excepcional relação km/l e dispensam certos impostos relacionados ao tamanho do carro. São incrivelmente fáceis de estacionar e, normalmente, bastante resistentes. A maioria dos fabricantes, especialmente os que entraram nos mercados asiáticos, oferecem uma variedade de selecções de classificação supermini. Dois dos mais proeminentes deverão ser a Toyota e a Nissan.

A Toyota e a Nissan têm estado ambas fervorosamente envolvidas na classe supermini durante décadas. Ambos os fabricantes têm impulsionado o desenvolvimento das suas ofertas ao longo do tempo, criando carros que vão de encontro a todas as necessidades da sua base de clientes. Duas das ofertas principais destes fabricantes de elite são o Toyota Passo e o Nissan March, ambos de 2004. A Toyota lançou o Passo em 2004 para substituir o Daihatsu Storia. A Nissan lançou o March em 1982 para substituir a linha Cherry. Embora o Toyota Passo de 2004 faça parte da primeira geração, foi lançado com muitos dos confortos que os compradores esperam de uma oferta Toyota. Por outro lado, o Nissan March de 2004 faz parte da terceira geração K12, cobiçada por muitos compradores.

Ambos os veículos oferecem espaço amplo para cinco passageiros. Cada um dos carros apresenta espaço de carga suficiente para qualquer deslocação diária ou viagens mais longas. O Passo e o March lideram a sua classe no que respeita à eficácia de consumo e oferecem várias opções ao nível do motor e transmissão. Ambos os carros apresentam bons resultados de segurança ao nível da colisão, fiabilidade, satisfação do proprietário e um preço bastante acessível. Com tantas características positivas em ambos os carros, poderá ser difícil decidir qual comprar. A única solução racional é oferecer um comparativo lado a lado de ambos. Fazer uma análise de cada ano dos diferentes modelos tornar-se-ia enfadonho, pelo que iremos concentrar-nos no Toyota Passo de 2004 e no Nissan March de 2004.

A maioria dos fabricantes, especialmente os que entraram nos mercados asiáticos, oferecem uma variedade de escolhas de classificação supermini. Dois dos mais proeminentes deverão ser a Toyota e a Nissan.


Descrição geral

Tanto o Toyota Passo de 2004 como o Nissan March de 2004 estão bem vistos pelos analistas profissionais e proprietários atuais. Cada um dos veículos dispõe de confortáveis lugares para quatro passageiros adultos. Se necessário, poderá alojar ainda um quinto passageiro. Algo comum em carros supermini. O Nissan March é ligeiramente mais pequeno do que o Passo. Embora o espaço do habitáculo seja uma característica importante, os compradores de carros supermini dão mais importância à eficácia de consumo.

O Passo e o March estão ambos no topo da classe supermini no que respeita à eficácia de consumo. O exterior de cada um é diferente, com o March a apresentar uma orientação quase felina que claramente o diferencia de outros carros sub compactos. O interior de cada carro é minimalista, tal como seria de esperar de um supermini que privilegia tanto o preço como a eficácia. Nenhum dos carros pretende oferecer o tipo de amplo conforto encontrado num veículo premium, mas ambos apresentam funcionalidade em cada elemento.

O Toyota Passo de 2004 disponibiliza apenas um modelo dois volumes de cinco portas. O Nissan March de 2004, tendo passado por diversas gerações, oferece um modelo dois volumes de três e cinco portas, bem como um coupé convertível de duas portas. O Passo pode ser movido por um motor de três ou quatro cilindros que oferece economia de energia e combustível. O March apresenta uma variedade de motores de quatro cilindros em linha que oscila entre um motor de 996 cc a gasolina e um turbocomprimido de 1.461 cc a diesel. Todos os motores podem ser combinados com transmissões automáticas ou manuais, embora o CVT não tenha sido disponibilizado em nenhum dos carros no modelo de 2004. Agora vamos observar individualmente cada carro para exibir as principais diferenças entre os dois.

Interior

Toyota Passo Toyota Passo Toyota Passo Toyota Passo

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Banco do Condutor, Bagageira, Bancos Dianteiros, Bancos Traseiros

PASSO

O interior do Toyota Passo de 2004 é exactamente aquilo que desejaria de um supermini: funcional em cada aspecto. Todos os controlos e manómetros estão facilmente ao alcance do condutor, permitindo estar constantemente atento à estrada. O Passo afasta-se do molde supermini apenas na “sensação” de interior. Durante vários anos, os carros de consumo eficiente estavam condicionados à falta de confortos básicos. Os assentos e a moldagem interior eram feitos a custo reduzido. A Toyota recusa-se a permitir que este conceito se arraste até mesmo para o mais pequeno dos seus veículos. Mesmo apresentando um interior minimalista, o Passo acolhe confortavelmente o condutor e igualmente para os passageiros.

A alavanca de velocidades está localizada no painel de instrumentos com o travão de mão debaixo da coluna de direcção, uma configuração diferente da de vários modelos de 2004, mas mais comum actualmente. Desenhado tendo em mente as pequenas famílias, o Passo é ligeiramente maior do que o Storia, modelo que substituiu. Sendo mais comprido e largo, o Passo oferece bastante mais espaço interior e de bagageira. Quando os bancos traseiros dobráveis estão rebaixados, o Passo de 2004 tem uma capacidade de bagageira de 630 litros. O Toyota Welcab apresenta um banco dianteiro giratório para idosos e dependentes de cadeira de rodas.

Nissan March Nissan March Nissan March Nissan March

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Banco do Condutor, Bagageira, Bancos Dianteiros, Bancos Traseiros

MARCH

O Nissan March de 2004 faz parte da terceira geração K12 que foi revelada no Paris Motor Show em 2002. A terceira geração foi marcada pela remodelação radical do March, algo realmente necessário para manter este modelo nos seus mercados chave. O March, tal como o Passo é conhecido pelo seu interior sóbrio, no entanto confortável. Em gerações anteriores, a Nissan permitiu que a sensação minimalista tradicional de um supermini se arrastasse para o interior do March, mas a colaboração com a Renault na terceira geração, empurrou esta tendência para o lugar da história a que pertencia.

Como parte do remodelamento, o interior recebeu várias melhorias. A primeira foi altura adicional. Isto foi realizado, em parte, fazendo com que o March ficasse 100 mm mais alto. O modelo de 2004 também é 85 mm mais largo, acrescentando espaço extra ao interior do carro. A versão K12 do March apresenta um banco traseiro deslizante que faz aumentar o espaço da bagageira quando necessário. A alavanca de velocidades está localizada na posição tradicional do piso, tanto na versão automática como manual. O March Enchante apresenta um banco dianteiro giratório para acomodar a entrada e saída de passageiros com trajes tradicionais japoneses, idosos e dependentes de cadeira de rodas.


Exterior

Toyota Passo Toyota Passo Toyota Passo Toyota Passo

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Perfil do Lado do Condutor, Ângulo Traseiro, Vista Traseira, Vista Frontal

PASSO

Como parte da primeira geração do Passo, o modelo de 2004 foi construído com um design testado e original. Embora muito aerodinâmico, consegue ser bastante acessível e simples. O código de modelo japonês DBA-KGC10 é um exemplo perfeito deste conceito de estilo que se concentra mais na economia de combustível,segurança e preço do que na aparência exterior.

Construído para substituir e melhorar o Storia, o Toyota Passo é maior em todas as medidas possíveis. O Passo de 2004 tem 3.630 mm de comprimento, 1.665 mm de largura e 1.550 de altura. As medidas adicionais dão ao Passo um aspecto robusto e menos inclinação nas curvas e ao virar. Os compradores que fazem o upgrade para o modelo japonês de código DBA-QNC10, são presenteados com um pára-choques de cor a condizer, pára-lamas laterais e um spoiler traseiro que dão ao Passo uma aparência única.

Nissan March Nissan March Nissan March Nissan March

Ilustrado no sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Perfil do Lado do Condutor, Ângulo Traseiro, Vista Traseira, Vista Frontal

MARCH

Na terceira geração do March, a Nissan tinha previsões de colaborar com a Renault de forma a melhorar o estilo e a elegância. O resultado foi um carro altamente melhorado sobre todas as iterações passadas. A remessa K12 seguiu de perto as linhas do conceito Nissan MM-e, apresentado no Frankfurt Motor Show de 2001.

As novas características do March incluem uma distância entre eixos 70 mm mais longa do que as gerações anteriores, um exterior curvilíneo e vivaz, luzes que chegam à parte superior dos guarda-lamas e uma variante mais alta e larga. Todas estas novas características combinam para formar um carro que se destaca acima dos outros sub compactos. A terceira geração do March introduziu igualmente estilos de carroçaria versáteis, algo invulgar num supermini, oferecendo um dois volumes de três e cinco portas, bem como um coupé convertível de duas portas. Com a introdução do March K12, a Nissan passou a desempenhar o papel de líder de estilo dentro do mercado de sub compactos, uma tendência que se estende até hoje.


Experiência de Condução

PASSO

O Toyota Passo de 2004 é um carro muito eficiente ao nível do consumo de combustível, com uma das classificações mais elevados para um veículo não-híbrido. Os carros pequenos causam muitas vezes a sensação de elevação da frente ao acelerar ou de rolamento da carroçaria nas curvas ou ao virar, mas o Passo contorna todos esses obstáculos, sendo mais largo, alto e pesado do que o seu antecessor, o Daihatsu Storia. As dimensões adicionais dão ao carro uma estabilidade nas curvas que muitos condutores acharão sólida e, talvez, até mesmo descontraída.

Os carros sub compactos, como o Passo, são muitas vezes criticados pela sua aceleração moderada. Mais uma vez, o Passo destaca-se. O 996 cc I3 apresentado em unidades com os códigos de modelo japonês DBA-KGC10 e DBA-KGC15, oferece 71 CV, mais do que aquilo que necessitará para conduzir em condições de congestionamento urbanas. O I3 (motor de três cilindros em linha) oferece 21,0 km/l em modelos de tracção frontal. Os proprietários relatam consumos de 18,4 km/l a partir de unidades com tracção às quatro rodas a tempo inteiro. Em qualquer uma das iterações, o modelo de 996 cc proporciona uma divertida e agradável experiência de condução. Se efectuar o upgrade para o modelo maior I4 de 1.297 cc (motor de quatro cilindros em linha), disponível em unidades com o código de modelo japonês DBA-QNC10, perceberá que o acelerador oferece mais resposta. Com 90 CV disponíveis sobre demanda, seria impossível deixar de se divertir. E mais interessante, o I4 é capaz de 18,0 km/l.

MARCH

A Nissan decidiu renovar a linha em 2002. A Nissan não remodelou completamente apenas o exterior do March. O fabricante de automóveis fez um conjunto de upgrades de motor que se mostrava mais do que necessário. O upgrade da variante da plataforma K12 permite ao March manter-se firme nas curvas, assim como viajar confortavelmente durante deslocações de grande distância. Uma das características mais emocionantes do Nissan March de 2004 é a linha de motores desportivos. Com o March de 2004, a Nissan optou por motores mais robustos de quatro cilindros, evitando a opção I3.

O motor mais comum, normalmente encontrado dentro do código de modelo japonês CBA-AK12, é um 1.240 cc CR12DE I4 que é mais do que adequado para qualquer necessidade urbana. Apesar do seu tamanho maior, o I4 (motor de quatro cilindros em linha), ainda oferece uma eficácia de consumo de 19,0 km/l com tracção frontal. Outro dos motores populares disponibilizados no mercado japonês é o 1.386 cc CR14DE I4, apresentado em unidades com o código de modelo japonês CBA-BNK12. Os 97 CV produzidos por este motor oferecem uma condução divertida e desportiva, mesmo que seja só até ao outro lado da cidade. Este motor é normalmente apresentado em carros que também possuem tracção às quatro rodas a tempo inteiro, diminuindo a sua eficácia de consumo para 16,6 km/l.


Conclusão

Lado a lado, o Toyota Passo de 2004 e o Nissan March de 2004 são tão diferentes como a noite e o dia; cada um atraindo diferentes tipos de compradores. Ambos são carros sólidos no seu próprio estilo, mas os seus fabricantes tomaram diferentes rumos para poderem entregar um carro apelativo ao público.

O Toyota Passo de 2004 oferece uma condução confortável e ultrapassa a eficácia de consumo oferecida pelo March em vários km/l. Apesar do seu estilo modesto, o Passo é a escolha certa para compradores que procuram minimizar a sua pegada de carbono e lidar com os engarrafamentos do tráfego urbano. É também sustentado pela lendária fiabilidade da Toyota Motors.

Por outro lado, o Nissan March de 2004 oferece o estilo superior que um jovem da cidade procura. A sua tendência agressiva e design artístico permitem que destaque da multidão supermini. A baixa eficácia de consumo pode ser perdoada ao sentir a emocionante aceleração e poder oferecidos pelos motores maiores apresentados na linha March.

A decisão final de compra de um ou outro virá de encontro à sua personalidade. Você preocupa-se mais com a economia de combustível ou prefere sentir um pouco de euforia ao tocar no pedal? Embora não estejamos a recomendar um carro em detrimento do outro, você possui agora a informação necessária para tomar uma decisão fundamentada. Boa sorte com o seu novo carro!